Você já ouviu falar em fitoterapia chinesa?

A Fitoterapia Chinesa é bastante conhecida aqui no ocidente, através dessa prática, as pessoas conseguem se curar apenas utilizando plantas ou ervas medicinais. Conforme os anos foram passando, muitos desses métodos foram aperfeiçoados, hoje podemos encontrar o uso de certos elementos de origem animal e mineral para produzir o alivio e a eliminação dos sintomas. Ao longo do texto vamos ter mostrar alguns exemplos bem famosos de ervas medicinais.

Origem da fitoterapia

O termo Fitoterapia é uma tradução feita através de alguns símbolos chineses. O seu significado nos remete ao uso de plantas para o tratamento de pessoas. Através dessa prática podemos encontrar a cura e o alivio para inúmeros problemas.

Sabugueiro: Melhora o sistema imunológico

Como surgiu a fitoterapia chinesa

Apesar de em muitos lugares encontrarmos o uso de plantas para tratamentos e prevenção de doenças; foi na China que encontramos os primeiros documentos sobre esse tipo de estudo.

Entretanto, não temos uma data exata que indique quando ocorrer o surgimento da prática fitoterápica, apenas sabemos ela já existe a milênios.

Um dos fatos que foi documentado e é utilizado como referência, é a utilização das propriedades da planta ginseng e da cânfora. Na antiga China, o imperador conhecido como Cho-Chin-Kei, descobriu alguns benefícios dessas plantas e, desde então, começou a catalogar essas e outras plantas. Esse fato ocorreu a 3 mil anos antes de Cristo.

planta urtiga
Urtiga: Tratamento para dores musculares

Conheça mais sobre a fitoterapia oriental

Como já informamos, utilizar plantas como métodos medicinais não é nenhuma novidade. Encontramos em diversos povos o uso de ervas e plantas com o objetivo de realizar a cura de determinados problemas.

Porém, podemos verificar que devido aos anos de experiência, a fitoterapia chinesa conseguiu se especializar melhor nessa área e é por esse motivo que traz mais benefícios. Além disso, a fitoterapia oriental não conquistou sua fama apenas pelo tempo de experiência, mas depois que foram realizados estudos sobre o assunto.

As pesquisas apontam que a fitoterapia chinesa não provoca efeitos colaterais nos sujeitos que começam a utilizar essa prática. E mais, não há contraindicações, ou seja, qualquer pessoa pode utilizar esse método.

Podemos ainda acrescentar que o uso da fitoterapia chinesa consegue tratar diferentes problemas, sejam eles pulmonares, nos rins ou em qualquer outra parte do corpo.

Alecrim: Combate diversos tipos de câncer