O poder das pérolas

Compartilhe com quem você ama!

Os laboratórios de cosméticos trabalham na procura citado de novos ingredientes e tecnologias com o propósito de fazer itens com melhor performance seja para abarrotar rugas, eliminar gordura localizada e celulite, ou apenas para acentuar a beleza feminina.

Porém a novidade que chega ao mercado brasileiro já é antiga conhecida das chinesas. O consumo das partículas desta gema em cosméticos se precisa ao grande valor dos seus minerais, proteínas e aminoácidos, produzindo um ótimo resultado na pele. Ao longo anos as mulheres da China fazem o uso de o pó de pérolas para deixar a pele do anverso mais bonita.

Além desses vantagens o pó possui resultado soft focus, ou seja, as partículas brilhantes preenchem as linhas de expressão e, ao aparecer a luz, a impressão é que as rugas desapareceram. Os tratamentos com pó de pérolas hidratam, suavizam, reafirmam e revestem a pele de maravilhosos efeitos nacarados, dando-lhe um resplendor inaudito.

O H. A agrado com 10 envelopes custa $17,00. Stern BALNEÁRIO HIDROMINERAL, no Rio de Janeiro, oferece uma massagem lifting rejuvenescedora com pó de pérolas por R$ 270,00 a apresentação. A embalagem com 45g custa R$ 63, 80. A aplicação diária ajuda no clareamento e brandura da pele. Do oriente vem uma aparência que é ensejo a base de pó de pérolas negras. Já o Nata Gel Renovador da Vitaderm possibilita ter acesso ao tratamento em casa. O produto traz a associação do pó de pérolas com o especial VD Marine® que proporciona melhor alimentação dos tecidos da pele, benefício a fiação facial e previne o advento de rugas.

Shine Batom Gloss Tridimensional pode ser adquirido por R$ 17,00 e está disponível em seis opções de cores. Partículas de pérolas similarmente foram utilizadas na abstração da nova série de batons da Avon que promete um resultado 3D.
As características dos minerais são transferidas para os fios devolvendo brilho e hidratação. É possível por meio de da Escova de Luz, um tratamento profissional composto, basicamente, por pó de pérolas, diamantes e minerais. E que análogo adiar o brilho das pérolas para os cabelos? Estes ingredientes são misturados formando uma aparência que é aplicada nos cabelos e abandonada a uma fonte de calor. Recomendado para todos os tipos de cabelo o tratamento dura de 8 a 12 semanas e custa em média R$160,00.

Além dos vantagens estéticos o produto é recomendado para cicatrizar pequenos ferimentos da pele, irritações e queimaduras. Bem, é necessário analisar para achar. Será? Com por adágio, é possível adquirir caixas com cápsulas do pó cuja pérola foi cultivada no bacia Taihu. Na Amazon. Agora se você pretende ter acesso ao pó de pérolas importado de modo direto da China é apenas arar em sites internacionais de compras pela internet. Se administrado via oral o pó de pérolas promete amenizar a impaciência, o stress, abonançar a mente, reforçar a ficção e desintoxicar o corpo.

Como criar um ambiente Zen com futon

Compartilhe com quem você ama!

Peças vindas da Índia, Indonésia, China e inclusive do Japão são combinadas com futons no formato de sofá, de cama, ou por isso de pufes. A propensão invadiu o Brasil na mesma data em que o estilo nascente se tornou roupas. Agasalhado, descontraído e com um toque nascente, este é o clima de um local decorado com futons, os famosos colchonetes japoneses. O resultado é alegre e surpreendentemente relaxante.

 

No Brasil, encontram-se shikibutons de muitas espessuras, formando estofados adequados à nossa existência. O clássico forma de dormir no Japão pede um conjunto de futons adestrado por shikibuton (o colchonete), kakebuton (o coberta) e makura (o almofada). Alargado sobre tatames o conjunto é adotado por ser dobrável e fácil armazenado em gavetas ou armários. Diversas civilizações ficaram conhecidas por usarem acolchoados feitos de algodão ou aborrecido para dormir, porém foram as orientais, especificamente os japoneses, que mais se destacaram no condição.

Além do conforto o futon regula a temperatura do corpo mantendo o frescor no estio e o calor no idade. O algodão natural se adapta às formas do corpo, favorecendo uma alimentação sui generis à coluna e levando a um abismo descanso. A técnica milenar usada na acabamento de futons consiste na superposição de mantas de algodão natural recobertos por finos tecidos e realizado de maneira artesanal.

O pior adverso do futon é a umidade, aconselha-se colocar ao astro periodicamente. A canhão não pode ser banho, nem sequer a seco, por isto, para ajudar em oposição a manchas, é sugerido usar uma abrigo, bando ou camada. O futon é confeccionado artesanalmente e sua consistência varia de 2cm a 3cm para mais ou para pouco. Para mantê-lo aberto basta absorver cada semana a superfície (a escova do aspirador possui que ser aberta).

No Brasil há diversas fábricas de funtons. A técnica usada para a acabamento é a mesma desenvolvida pelos japoneses, o que protege qualidade ao produto. Principalmente são 3 modelos, o colchonete, frequentemente aberto sobre uma estrutura de madeiro ou direto no tatame, o sofá-cama que pode ser fácil agachado, e as almofadas pufes que decoram e levam praticidade ao local. Abraçando as tendências de mercado os futons brasileiros são fabricados com novos tecidos e novas estampas. Escolha o seu modelo, ascenda um incenso, relaxe, e adote um estilo de vida mais calmo.

Aqui um vídeo ensinando a criar o seu futon caseira:

Você já ouviu falar em fitoterapia chinesa?

Compartilhe com quem você ama!

A Fitoterapia Chinesa é bastante conhecida aqui no ocidente, através dessa prática, as pessoas conseguem se curar apenas utilizando plantas ou ervas medicinais. Conforme os anos foram passando, muitos desses métodos foram aperfeiçoados, hoje podemos encontrar o uso de certos elementos de origem animal e mineral para produzir o alivio e a eliminação dos sintomas. Ao longo do texto vamos ter mostrar alguns exemplos bem famosos de ervas medicinais.

Origem da fitoterapia

O termo Fitoterapia é uma tradução feita através de alguns símbolos chineses. O seu significado nos remete ao uso de plantas para o tratamento de pessoas. Através dessa prática podemos encontrar a cura e o alivio para inúmeros problemas.

Sabugueiro: Melhora o sistema imunológico

Como surgiu a fitoterapia chinesa

Apesar de em muitos lugares encontrarmos o uso de plantas para tratamentos e prevenção de doenças; foi na China que encontramos os primeiros documentos sobre esse tipo de estudo.

Entretanto, não temos uma data exata que indique quando ocorrer o surgimento da prática fitoterápica, apenas sabemos ela já existe a milênios.

Um dos fatos que foi documentado e é utilizado como referência, é a utilização das propriedades da planta ginseng e da cânfora. Na antiga China, o imperador conhecido como Cho-Chin-Kei, descobriu alguns benefícios dessas plantas e, desde então, começou a catalogar essas e outras plantas. Esse fato ocorreu a 3 mil anos antes de Cristo.

planta urtiga
Urtiga: Tratamento para dores musculares

Conheça mais sobre a fitoterapia oriental

Como já informamos, utilizar plantas como métodos medicinais não é nenhuma novidade. Encontramos em diversos povos o uso de ervas e plantas com o objetivo de realizar a cura de determinados problemas.

Porém, podemos verificar que devido aos anos de experiência, a fitoterapia chinesa conseguiu se especializar melhor nessa área e é por esse motivo que traz mais benefícios. Além disso, a fitoterapia oriental não conquistou sua fama apenas pelo tempo de experiência, mas depois que foram realizados estudos sobre o assunto.

As pesquisas apontam que a fitoterapia chinesa não provoca efeitos colaterais nos sujeitos que começam a utilizar essa prática. E mais, não há contraindicações, ou seja, qualquer pessoa pode utilizar esse método.

Podemos ainda acrescentar que o uso da fitoterapia chinesa consegue tratar diferentes problemas, sejam eles pulmonares, nos rins ou em qualquer outra parte do corpo.

Alecrim: Combate diversos tipos de câncer

Frutas de origem asiática facilitam o caminho ao emagrecimento

Compartilhe com quem você ama!

Frutas de origem asiática facilitam o caminho ao emagrecimento

Seguindo a linha da harmonia dos alimentos, hoje o nosso assunto é sobre as frutas. O Brasil é um país com bastante diversidade, especialmente na alimentação. Devido ao clima do país, muitos vegetais e frutas conseguem sobreviver e se desenvolver em nosso território.

Entretanto, apesar de tamanha diversificação, existem alguns alimentos que não pertencem ao nosso sistema. Esses alimentos foram trazidos após a colonização do país, plantando na região e deram certo, porém não são alimentos nativos.

Está curioso para saber quais são esses alimentos? Então veja as cinco frutas que não pertencem ao Brasil e possuem origem asiática. Vale lembrar que elas são excelentes auxiliadores no emagrecimento por contas suas propriedades benéficas, contribuindo assim para auxiliar no equilíbrio alimentar do corpo humano.

Laranja

Acredito que essa fruta quase ninguém sabia que tinha origem asiática. A laranja é uma das frutas mais consumidas no país, através dela obtemos diversas vitaminas e podemos realizar deliciosos sucos.

Essa fruta foi trazida pelos portugueses, entretanto, sua origem real é asiática. De acordo com relatos históricos a laranja começou a ser cultivada há cerca de dois mil anos atrás, em diferentes áreas da Ásia. Assim que os portugueses vieram colonizar o Brasil, trouxeram alguns exemplares dessa fruta, a qual se adaptou muito bem em solo brasileiro. Seu primeiro cultivo ocorreu na Bahia.

A laranja possui altas taxas de vitamina C e fibras, ajudando a limpar e desintoxicar o organismo, ajudando assim a facilitar a perda de peso. Para melhores resultados, deve-se consumir de 4 a 7 laranjas diariamente.

Banana

Essa é uma fruta também muito querida e consumida entre os brasileiros. A banana possui diversas propriedades nutritivas, é uma excelente fonte de potássio e pode ajudar a evitar as famosas caibras.

Porém, apesar de tantos benefícios, a banana não foi criada inicialmente aqui, a sua origem se deu no sudeste asiático. Segundo os pesquisadores sobre o assunto, as bananas possuem relatos de cultivo de até mesmo oito mil antes de Cristo, ou seja, as bananas possuem anos de história.

Uma banana tem aproximadamente 109 calorias em 100 gramas, sem contar que é uma fruta com grande saciedade, isso é excelente para uma refeição em relação a outras opções mais calóricas. Pesquisas no japão e nos EUA constataram que a banana estimula o bom funcionamento dos intestinos e do bem-estar. Aliado a grande quantidade de potássio, ela melhora o desempenho muscular, facilitando as atividades físicas.

Mangostão

Outra fruta que veio da Ásia até nos brasileiros é o mangostão. Essa é uma fruta muito conhecida, pois possui um sabor único e muito gostoso. Se você ainda não experimentou, fica a dica de uma ótima fruta.

Sua vinda para o Brasil ocorrer por volta de 1935, inicialmente se estabeleceu na Bahia e logo seguiu para o Pará. Essa fruta está acostumada com o calor das regiões asiáticas, por esse motivo se adaptou tão bem nesses locais brasileiros. Porém, podemos encontrar o cultivo dessa planta em outros locais como São Paulo.

Essa fruta possui propriedades que são únicas no sentido de melhorar a saciedade de quem a consome. O controlar a apetite sem dúvida é um dos pontos de grande relevância no processo de emagrecimento.

O mangostão é um pouco mais difícil de se encontrar. Atualmente esta fruta está presente em produtos funcionais de emagrecimento. Um deles onde você irá encontrar é no Café Marita. Caso você tenha interesse, acesse o Portal Lugar Saudável para saber mais onde comprar o Café Marita. Além do mangostão, este café funcional contém outros ingredientes que somados vão ajudar muito no emagrecimento saudável.

Pêssego

Podemos encontrar o pêssego sendo cultivado inicialmente na China. Acredita-se que o cultivo dos pessegueiros na China começou por volta de vinte séculos Antes de Cristo.

Pelo que a história nos conta, o pêssego foi levado primeiro a Pérsia e em seguida começou a se espalhar por diversas cidades europeias. Sendo assim, quando houve a colonização trouxeram amostras de pessegueiros para o plantio. Provavelmente, a vinda do pêssego para o Brasil ocorreu em 1532.

O pêssego é um fruta impar. Sua baixa quantidade de calorias faz com que o corpo gaste mais calorias digerindo a fruta do que as calorias dela mesma. O pêssego contém antioxidantes importantes para a proteção do corpo, contém vitamina K que faz bem para a pela, rins e coração.

Lichia

A última dessa lista é a fruta lichia. Como muitos devem conhecer, essa fruta possui uma aparência meio rugosa, porém, dentro dela há uma suculenta polpa, a qual o sabor nos remete a uma uva.

Muito apreciada pelos brasileiros, a lichia “nasceu” em território chinês. Também já estava sendo cultivada a séculos, antes de chegar no Brasil. Sua adaptação ocorreu especialmente em lugares como são Paulo e Paraná.

A lichia trabalha para melhora do sistema imunológico e atua na redução da gordura do abdômen. Isso acontece por conta de uma substância presente na Lichia de nome cianidina.

Esperamos que vocês tenham gostado desse nosso artigo falando sobre algumas frutas da nossa Ásia. Lembramos que o equilíbrio alimentar Yin e Yang é eficaz juntamente com o equilíbrio em todos os campos de nossas vidas e nesse caso a prática de alguma atividade ou esporte e uma dieta consciente.

 

Tudo sobre a lei da harmonia dos alimentos

Compartilhe com quem você ama!

Atualmente, encontramos vários informativos sobre a Medicina Tradicional Chinesa, mais conhecida como MTC. Esse tipo de técnica é utilizada há muitos anos, e tem trazido resultados poderosos na saúde do homem.

Isto porque, este tipo de método visa não a cura, mas sim a prevenção. Ou seja, através dos tratamentos da MTC, os pacientes podem se prevenir de doenças ou quaisquer outros problemas, sejam de ordem física ou emocional.

Existem diferentes técnicas dentro da MTC, uma delas é a dietética chinesa. Já ouviu falar? Se ainda não, venha ler nosso artigo para conhecer mais e entender seus benefícios.

MTC – Dietética Chinesa

Segundo a tradição da medicina chinesa, o homem é um ser energético que está conectado com o ambiente ao seu redor. Seu objetivo é sempre se manter suas energias em equilíbrio. Devido ao fato de que quando ocorre o desequilíbrio, há o surgimento de sintomas.

Sendo assim, para evitar é necessário realizar a prevenção constante. Uma das maneiras é utilizando a energia presente na natureza, através dos alimentos que você consome.

Porém, é preciso saber utilizar os alimentos ao seu favor, cada um deles possui um determinado tipo de energia que pode trazer tranquilidade ou agitação, dependendo daquilo que consumir.

Lei da harmonia dos alimentos

A partir do que foi observado, o chinês e intelectual conhecido como Yi Yin, estabeleceu uma relação entre os alimentos e os elementos terrestres.

Essa teoria criada por Yin associou os elementos, aos sabores também as necessidades de cada sistema do nosso organismo. Isto é, o intelectual encontrou uma ligação entre os elementos: Água, Terra, Fogo, Madeira e Metal, com os sabores: doce, amargo, umami, salgado e azedo.

A partir dessa ligação ele conseguiu estabelecer as necessidades alimentares e nutricionais que cada órgão do nosso corpo precisa para se manter saudável. Dessa forma, cada alimento pode nos beneficiar de uma maneira única.

Os cinco sabores na manutenção da saúde

Para você entender melhor, vamos explicar nesse tópico como funciona cada relação de elemento, sabor e sistema:

  • Os alimentos vistos como água, são classificados de salgados. Isto porque a água nos remete aos peixes, frutos do mar, algas e outros elementos que podemos encontrar na água ou que são compostos por muita água. De qualquer maneira, esse tipo de alimento é bastante benéfico aos rins e a bexiga, pois tem ação diurética, o que facilita a evitar a retenção de líquidos;
  • Já o elemento madeira está associado ao sabor azedo, e podemos encontrar alimentos como caules e folhas verdes. É ótimo para atuar na circulação e possui efeitos positivos no fígado e na vesícula biliar;
  • No fogo temos os alimentos azedos, por exemplo a acelga, o boldo, o jiló. Serve como calmante de ajuda a melhorar o funcionamento do coração e também do intestino;
  • O sabor doce foi associado ao elemento terra, o qual contém os alimentos: abóbora, arroz e diversas raízes. Pode auxiliar coo um tranquilizante para problemas no estomago;
  • Por fim, temos o metal que são as comidas umami (gengibre, alho); ideais para desintoxicar regiões como a do intestino e dos pulmões.

Por fim, veja este slide show muito legal com mais informações: